Skip to content

Como a Netflix está mudando o setor de TV Online

A Netflix é a empresa de filmes, séries e documentários online dominante no setor de mídia sob demanda. São mais de 151 milhões de assinantes pagantes em todo o mundo.

Como uma programação original e atraente, a Netflix analisa os dados do usuário para atender melhor os gostos dos assinantes e, sobretudo, permitindo que as pessoas consumam conteúdo onde, quando e como quiserem. Sem limitações.

Como sua inovação, a Netflix praticamente interrompeu o setor de televisão e forçou a grande maioria das empresas de TV a cabo a mudar a maneira de fazer negócios em todas as regiões e países onde ela está conectada.

Certamente a empresa acelerou a tendência de assistir TV online digital.

Para se ter uma noção, a estimativa do número de residências que cancelaram seus serviços de TV a cabo somente na América do Norte chegou a 18,4 milhões em 2019. Isso ainda deixa cerca de 88 milhões de casas americanas que continuam pagando para assistir televisão a cabo.

Curiosidades sobre a Netflix

  • A Netflix possui cerca de 151 milhões de clientes pagantes em todo o mundo.
  • Ela mudou o modelo de programação da televisão e, de maneira crescente, está fazendo o mesmo com a indústria de TV por cabos.
  • A Netflix enfrenta uma concorrência cada vez mais acirrada de rivais, como Amazon, Google, Hulu, Yahoo e Disney.

A longo prazo, o sucesso da Netflix pode levar à separação da programação de TV por cabo. Ou seja, os clientes de TV a cabo podem ter permissão para escolher canais em vez de pagar por um lote inteiro para obter o que desejam.

Netflix e a concorrência de filmes online

A Netflix é essencialmente um repositório de conteúdo, incluindo filmes, documentários exclusivos e diversas séries de televisão, além de filmes pré-existentes e conteúdo midiático próprio.

Por uma taxa mensal fixa, os assinantes podem consumir qualquer programa a qualquer momento, em qualquer dispositivo de sua preferência.

A Netflix tem três níveis de preços de assinatura mensal que o usuário pode escolher e fazer a solicitação com cadastro pela internet, isso da acesso para assistir em Smart TVs e aplicativos de celular e smartphone.

Confira os serviços de pacotes de planos e preços da Netflix em 2020 atualizados:

Preços pacote de planos Netflix Brasil – USA

  1. US$ 8,99 para o plano básico,
  2. US$ 12,99 para o serviço de qualidade HD mais popular plano padrão e;
  3. US$ 15,99 para um plano premium.

Preços pacotes de planos Netflix Brasil – BRL

  1. Básico: apenas uma tela por vez, sem resolução HD, R$ 21,90.
  2. Padrão: duas telas simultâneas, resolução HD (Full-HD em alguns casos), R$ 32,90.
  3. Premium: quatro telas simultâneas, resolução 4K, sem HDR, R$ 45,90.

No final de 2019, uma análise feita pela agência de telecomunicação estimou que a conta mensal média das assinaturas por cabo era de R$ 152,57 por mês, um valor até 24% acima das taxas anunciadas devido a várias taxas e impostos.

Como o Netflix começou

Está muito longe do começo humilde da empresa. A Netflix começou em 1997 como um site que permitia às pessoas alugar DVDs on-line, entregá-los por correio e devolvê-los da mesma maneira.

Desde o início, competiu com as redes e a TV a cabo pelo tempo de entretenimento das pessoas. Mas sua verdadeira concorrência naquela época era o negócio estabelecido de aluguel de vídeo físico (como a Blockbuster).

Início da transmissão online

Foi em 2007 que a banda larga e velocidade da Internet ficou rápida o suficiente e os computadores pessoais ficaram poderosos o suficiente para permitir que os serviços de streaming decolassem comercialmente.

A Netflix lançou um serviço de streaming naquele ano.

Pela primeira vez, os clientes podem assistir a um programa ou filme de TV em um computador, tela de TV, tablet, telefone ou dispositivo de jogo.

E os consumidores podiam assistir o que queriam, quando queriam e como queriam, sem se limitar a um cronograma, interrompido por comerciais ou mesmo saindo de casa.

Essa última inovação praticamente matou o negócio de aluguel de vídeos. Logo, as empresas de TV a cabo e as redes de TV começaram a oferecer conteúdo sob demanda.

A mudança para o conteúdo original

Em 2013, a Netflix começou a produzir conteúdo original próprio, uma proposta arriscada e cara.

No momento em que as redes geralmente aprovam programas baseados em pilotos que atingem determinadas métricas, a Netflix ofereceu aos produtores de séries e showrunners contratos iniciais para criar uma ou duas temporadas inteiras.

Logo, muitas das novas séries mais aclamadas pela crítica e comentadas foram lançadas na Netflix, e não nas redes estabelecidas, incluindo “House of Cards”, “Orange Is the New Black” e “The Crown”.

Ao criar uma base de fãs leais, o conteúdo original tem sido uma fonte fundamental do sucesso da Netflix e da valorização do preço das ações.

Nascimento de observação compulsiva

Na mesma época, a Netflix começou a enviar temporadas inteiras de séries de TV estabelecidas de uma só vez, criando essencialmente a tendência de assistir compulsivamente, em contraste com o modelo de parcelamento de transmissão e TV a cabo uma vez por semana.

Os métodos de produção da Netflix forçaram as redes de TV a serem mais flexíveis e agressivas ao recrutar e reter os melhores talentos.

Inovando para permanecer no topo

Outra inovação da Netflix foi buscar dados de usuários de forma agressiva.

Esses dados foram inicialmente buscados para atender os clientes e ajudá-los a encontrar o conteúdo que mais lhes agrada. No entanto, a Netflix agora analisa esses dados para determinar quais gêneros e quais talentos ele deve buscar em resposta à demanda real.

Agora, a Netflix enfrenta uma concorrência acirrada por programação e espectadores da Amazon, Google, Hulu, Yahoo e Disney, entre outros. Esse é o preço pago por quebrar o molde de como a televisão é feita e assistida.

Para saber como falar direto no atendimento 0800 da Netflix e tirar dúvidas acesse o link.

Deixe seu Comentário